Nav

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

DEVANEIOS DA CONTRA-CULTURA

Ó ser Brilhante!
Estudamos para ingressar em Engenharia Biotecnológica, em Medicina, e no Correio da Manhã diz – “Os restantes cursos que conseguem entrar no top 10 são Arquitetura, Bioengenharia e Medicina Dentária. O curso de Arquitetura na Universidade do Porto ocupa mesmo o segundo lugar no ranking das médias mais altas. O último aluno a entrar neste curso no ano passado precisou de obter média de 182.5”.
Somos tão bons, tão bons que a taxa de desemprego entre os jovens, voltou a subir este ano para
27,8%, no primeiro trimestre de 2011, o que se traduz em 123,9 mil jovens.
Entre a população desempregada, 12,3% são licenciados e há 15,2 mil pessoas que frequentaram o ensino universitário sem emprego.
Mas isto meus caros, aqui a burra só foi ao google. Depois vejo, estes seres dotados de uma inteligência suprema, perderem noções no álcool e drogas, suicidarem-se ou chorarem porque simplesmente isto não lhes basta. Depois há quem sonhou estudar e chegar mais longe, mas não teve capacidades intelectuais ou financeiras. Há os estúpidos, como eu, tivemos oportunidade, mas desperdiçámos com as mil dúvidas sobre o que realmente nos faria feliz e quando damos por nós, parece tarde demais. Nunca é! Ou talvez seja. Mas com isto queria criticar não só os jovens, como as pessoas em geral. Agora está na moda irmos para o starbucks com o livro debaixo do braço, ir para o jardim com os apontamentos de história, ou ficar deitados na cama com o portátil ao lado e mais uns quatro livros de filosofia. Depois tagamos fotos, vemos no google frases feitas que transbordam sabedoria, os nossos status são só palavras caras ou pensamentos “Wildianos “. Mas quantas pessoas conhecem alguma coisa do Wilde? Era feio, paneleiro, amava a sua esposa e tinha uns filhos que raramente via porque levar no rabinho era mais prazeroso. É verdade? Ó, eu só vi o filme e li um ou outro livro. Ele está na moda, não é? simplesmente porque é de compreensão fácil e os limitados não vão mais além. Quem não estudou filosofia, poesia, teatro, artes, ou algo parecido, sabe tanto dele como eu sei das notas de 500 euros, é que elas existem. Mas para sabermos mais, hoje em dia nem precisamos sair de casa, mas é preciso querer saber. Sabem quem foi Tchaikovsky? e Tchekhov? Pois, é parecido. Não, não é uma partida, não é o mesmo nome, escrito de forma diferente, aliás os senhores até eram os dois Russos. Mas com isto quero apenas dizer uma coisa. Sou tão fútil, não sou licenciada sequer ainda, talvez daqui a dez anos acabe a licenciatura, entretanto já mudei 30 vezes de curso, porque sou ou vazia demais ou ‘cheia’ demais. Deixo ao critério de cada um. Isto porque é um dever planear o futuro, estudar e ir mais além. Cultivar o intelecto e garantir o sustento. Mas cultivar o intelecto e batatas é mais parecido do que o que parece. Basta querer e ter mãos. Dizia eu que era fútil, porra, sou mesmo. Se tenho 20 euros, compro mais facilmente uma camisola do que um livro, confesso. Mas não quer dizer que abdico de ler. Passo horas no facebook e acho quem é igual a mim nisto, é infeliz. Quando estamos felizes, quando nos limitamos a viver, não desperdiçamos tempo a fazer upload de fotos, dizer que estamos aqui e ali e somos “buéréré felizes”! Mas eu assumo que gosto de cuscar esta treta, não tenho muita coisa mais interessante para fazer, sofro de insatisfação crónica e não sou a pessoa mais feliz neste momento. Mas há cura para isto. Tornamo-nos dependentes disto porque parece que não tem piada sair e andar à chuva, comer coisas deliciosas nem viver, descobrir e ser descoberto se não for para os outros verem, saberem e terem inveja. Todos criticamos, mas todos tendemos a faze-lo. Mas apesar de todos os meus defeitos, tenho orgulho em ser filha de um produtor de espetáculos, apesar de meio gágá, incutiu-me um valor imprescindível: bailado, música clássica ,ópera, as bandas sonoras dos filmes, a história, a magia que existe em quem vai ver clássicos e os valoriza. Tanto dinheiro que gastamos, mas não se vê jovens nas salas de bailado e música. O meu pai bem pode mudar de profissão, porque a nossa geração já não consome cultura. Este ano só se safa quem fizer  “O Lago dos Cisnes”, porquê? Nem preciso dizer! Usamos o ‘youtube’ para rir, chorar e ouvir música, então aprendamos algo com isso. Procurem os bailados, é tão bom identificar de olhos fechados se aquela música do compositor Tchaikovsky, é do “Quebra- Nozes”, ou do seu primeiro bailado, o tão famoso ” O Lago dos Cisnes”. Vão ver musicais em Londres, em Portugal ou no raio que parta, mas vão. O melhor musical que vi, é um êxito no mundo e em Portugal foi um fiasco: “Miss Saigon”, não entendo como é que podemos deixar passar momentos destes, porque realmente para mim, este tipo de arte, assim como toda a arte é cultura. Mas isto é só um desabafo e um apelo. Porque de pintura e escultura pouco sei, mas vocês podem por isso mesmo, presumir que sou uma anormal e que isso sim, é cultura. Mas isto é o meu facebook, por isso eu falo do que sei e quero. Aliás sei perfeitamente quem são os artistas renascentistas, Leonardo , Michelangelo, Donatello e Rafael. Claro, eu via as famosas Tartarugas Ninja. Sempre se aprende com os desenhos animados! 

Sem comentários :

Enviar um comentário

i always wonder why birds choose to stay in the same place, when they can fly anywhere on the earth..then i ask myself the same question'
' She had no place she could go without getting tired of it and because there was nowhere to go but everywhere, keep rolling under the stars'