Nav

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

DONA DE CASA QUASE DESESPERADA



Isto de viver junto, tem muito que se diga. É a melhor coisa do mundo, ter com quem partilhar uma cama king size, principalmente com o frio que está! Mas dá trabalho. Estava habituada a não ter horários para nada, nem me preocupar muito com o que ia jantar, com a roupa para lavar, e agora ele pergunta: ' onde está a minha camisa que já não a vejo há duas semanas'... pois bem, distraída como sou, a camisa de que ele fala, deve estar no cesto da roupa suja há meses.
Estender roupa e passar a ferro é um drama para mim. Tenho uma empregada que vem duas vezes por semana cá a casa, mas na realidade eu precisava mesmo era de ser rica e ter uma empregada interna!!! Não pensem que digo isto porque não gosto de fazer nenhum. Eu gosto! Gosto de cozinhar, gosto de arrumar a casa, limpar tudo, sei sempre onde tenho as minhas coisas, mesmo quando estão pessimamente organizadas. Mas não gosto de sentir que é uma responsabilidade, algo que tem de ser automático, pensado todos os dias da semana. Ora se ontem fiz um jantar todo xpto, hoje provavelmente vou jantar fora, ou vou ver que 'restos' tenho no frigorífico. Quando vivia sozinha, queixava-me porque não gostava de cozinhar apenas para mim. Agora, queixo-me porque tenho de cozinhar para dois. Queixo-me porque tenho de ir sempre às compras e parece que me esqueço sempre de alguma coisa. Queixo-me porque na hora de ir com os cães à rua, digo que está frio, estou cansada: VAI TU! Dou por mim a escrever listas de obrigações de cada um, mas acabamos sempre por não seguir nada do que está estipulado. Nós somos mesmo um ser esquisito, não somos?


Um dos desejos para este ano que começa agora é mesmo ganhar o euromilhões está visto!!!!!!

3 comentários :

  1. Eheheheheheh, Filipa! Fartei-me de rir :) ! Sei o que isso é. Agora imagina com 3 filhos e um cão! Pois é terrível, porque um quer uma coisa, outro quer outra, depois zangam-se porque um estragou o brinquedo do outro, agora porque não gosta desta comida, logo porque o chocolate dele é maior do que o meu ( e não era nada, ...era tudo do mesmo tamanho, mas, enfim....). Quando eram pequeninos cheguei a morar num apartamento e era terrível. Entretanto construímos uma vivenda, e a coisa melhorou um bocadinho....pequenino, mas melhorou. Já não havia a guerra de quem levava o cão à rua,. É só abrir a porta e ele tem muito espaço para correr. O tempo passa, os filhos cada um foi à sua vida, a cadelinha que tínhamos, morreu e, eu, com o desgosto, jurei que não queria mais nenhum. NUNCA devemos jurar........faltava alguma coisa em casa e os filhos, já crescidos, trouxeram-me um cão para casa de prenda de anos. Um Cocker Spaniel dourado, o meu Gaudi. Como disse acima, os filhos foram à sua vida e agora sou eu, o marido e o cão, que faz este mês 12 anos. Em Portugal só tenho o filho do meio, que vem jantar com a nora aqui a casa e ao fim de semana almoçar. Aquela correria a que já me tinha habituado, quando os filhos foram saindo de casa, começou a fazer-me falta. Sobrava o tempo!!!! Cheguei a pensar mandar a empregada embora, mas a casa é tão grande que desisti. às vezes o silêncio até doi. Depois compensa quando vêm os filhos todos, os netos e, isso, faz-me voltar atrás no tempo. Por isso, Filipa, aproveita, porque o trabalho vai aumentar, mas depois volta a diminuir e sentimos a falta. Mas a vida é isto mesmo.....uma constante mudança e, nestes 35 anos de casada, já passei, por quase todas as fases. Vida de dona de casa é isso mesmo....uma correria constante. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Claro que dá trabalho,mas é tão bom chegar a casa e ter alguém á nossa espera com um sorriso e dizer que sentiu a nossa falta. Eu já tive o bom e o mau de morar junto. Se num dos casos era um tormento partilhar tarefas,ouvir todos os dias que está tudo mal feito e ainda ser mal tratada psicologicamente e fisicamente,no outro caso era maravilhoso chegar a casa e ter o jantar feito,a casa arrumada e surpresas quase todos os dias.O que quero dizer é que acima de tudo têm que haver compreensão dos dois lados e nada como um bom dialogo e por defenir tarefas,se um faz jantar o outro lava os pratos. e por escrito assinado pelos dois,assim não existe marguem para erros e desculpas. Se ele está cansado tu também estas.Já somos duas a ter como objectivo ganhar o euromilhões,mas com a sorte que tenho vai ser difícil. Beijinhos querida Filipa.

    ResponderEliminar
  3. Ai como eu percebo essa vida! Mas em compensação é óptimo ter quem aqueça os pés. :)

    aiaimaria.blogspot.com

    ResponderEliminar

i always wonder why birds choose to stay in the same place, when they can fly anywhere on the earth..then i ask myself the same question'
' She had no place she could go without getting tired of it and because there was nowhere to go but everywhere, keep rolling under the stars'